Comitê Local ou Célula Descentralizada? Qual a diferença?

       Seguindo o padrão estabelecido pela Internacional Brain Bee, a OBN ocorre através de etapas locais, que selecionam os campeões regionais para competir na etapa nacional. Comitês Locais e Células Descentralizadas são os responsáveis pela seleção dos campeões em nível local. 

       Os Comitês Locais são estruturas credenciadas junto ao Comitê Nacional, alinhadas aos seus objetivos e ações. Além de estruturar competições locais, desde a divulgação a realização da competição, passando pela elaboração da prova, esses Comitês têm também a função de promover a divulgação científica em Neurociências, através da produção de materiais, realização de cursos, eventos e outras ações. Atualmente existem 13 Comitês Locais cadastrados, que atuam, através do suporte do Comitê Nacional, como difusores das neurociências em suas localidades.

       Por outro lado, como estratégia para ampliar a cobertura da OBN, foi proposta a realização da Olimpíada Local Descentralizada de Neurociências através do modelo de células descentralizadas, baseadas em professores de biologia, pedagogos, diretores de escolas e demais profissionais que queiram realizar a prova em sua localidade. A prova será estruturada pelo Comitê Nacional, que a transmitirá simultaneamente pela internet para as células descentralizadas. Caberá a estas células a divulgação e aplicação da prova.

Ou seja, a célula descentralizada é uma forma de participar da organização da OBN, porém ainda sem os as demais funções dos Comitês Locais, como preparar as provas e atuar na divulgação de Neurociências. É um excelente caminho para começar a sua trajetória na OBN. O Comitê Nacional buscará incentivar que os componentes de células descentralizadas estruturem Comitês Locais, entendendo a importância destes enquanto difusores e divulgadores das neurociências.

Estrutura da OBN, a partir do Comitê Nacional.

Inicie um Comitê Local

A abertura de um Comitê Local é uma grande oportunidade para você e sua instituição divulgarem os trabalhos realizados em Universidades, Faculdades, Centros de Pesquisas, Museus e ONGs para os estudantes do ensino médio em sua comunidade. Abrir um Comitê não compreende apenas em criar um meio para estimular o estudo das neurociências, mas em instituir um novo veículo para popularizar e conscientizar os jovens sobre a importância das neurociências.  Esperamos ampliar o número de Comitês Locais que realizam Olimpíadas de Neurociências para todo o território nacional!!!

Como iniciar…

Para iniciar um Comitê não é necessário muito tempo nem dinheiro. Na verdade, o tempo é o fator mais crítico e por isso recomendamos que se monte uma equipe para auxiliar em todo o processo. Se você é professor ou pesquisador, utilize o próprio ambiente de trabalho para executar a competição e divulgar os trabalhos realizados pela sua instituição. Se não tiver algum lugar (sala ou anfiteatro) contate colegas e procure por um local onde as provas possam ocorrer.  É necessário que você se cadastre junto ao Comitê Nacional através do Formulário de Credenciamento de Comitês Locais. É importante contar com o comprometimento de profissionais especializados em neurociências para que estes atuem como juízes na competição. Alem disso e o mais importante é o recrutamento de candidatos (estudantes do ensino médio). Uma sugestão é entrar em contato com escolas (públicas e privadas) de sua região, assim como com museus, espaços de ciências onde professores ou profissionais da educação atuem. Professores do ensino médio podem participar como fiscais e auxiliares no dia da competição.

Cada Comitê Local deve ter um representante oficial credenciado junto ao Coordenador Nacional. Recomenda-se que os coordenadores locais estejam filiados (como professores, funcionários, estudantes de pós-graduação, etc) a uma universidade, escola, museu, empresa de biotecnologia, ONG ou similar.

Os coordenadores locais têm a flexibilidade para realizar a Olimpíada de Neurociências em sua região em qualquer tempo (sendo que para competir na OBN o campeonato deverá seguir o calendário recomendado de Janeiro a Março para as competições locais) ou lugar (Universidade, Centro de Pesquisas, Museus, Teatros, etc), e da maneira que for possível dentro da realidade do local (infraestrutura, material disponível, etc). No entanto, todas os Comitês Locais são obrigados a seguir as seguintes regras durante a realização das Olimpíadas de Neurociências Locais:

  • Nenhum dispositivo de gravação/reprodução pode ser usado pelos candidatos durante os períodos de perguntas e respostas;
  • Todas as  competições devem ter pelo menos três integrantes com conhecimento em neurociência para agirem como um juízes. Caso precise de ajuda para encontrar voluntários, contate por e-mail o Dr. Alfred Sholl-Franco;
  • Cada competição deve contar com pelo menos dois candidatos, de origens diferentes. Caso um comitê local tenha apenas um candidato inscrito ele será considerado o único representante deste comitê;
  • O evento deve ser gratuito e não pode haver cobrança de taxa para os candidatos se inscreverem nos campeonatos locais ou nacional;
  • Qualquer pessoa pode acompanhar a competição desde que não atrapalhe ou perturbe o processo de avaliação, conforme a logística organizada por cada Comitê Local;
  • Qualquer aluno dentro das especificações técnicas dos editais, pode competir, sem distinção de etnia, opção sexual ou religiosa;
  • Um estudante pode concorrer em apenas uma competição local por ano;
  • Um estudante matriculado em uma escola de ensino médio deverá se inscrever pelo Comitê Local localizado no mesmo município da escola. Somente se não houver um Comitê Local na cidade é que ele poderá escolher o município onde prefere se credenciar;
  • Um estudante pode competir nas competições nacional e internacional apenas uma vez;
  • As perguntas para as competições são criadas a partir do material contido basicamente em publicações, como indicado na listagem de materiais para consulta em nosso site. A maioria dos países de língua Inglesa utiliza a publicação denominada Brain Facts (Fatos do Cérebro),  a qual é grátis para baixar aqui ou no site do SfN  baixar gratuitamente em formato pdf ou como audiolivro. A maioria dos países de outra língua que não a inglesa utilizam o livro “Neurociência: A Ciência do Cérebro”, publicado por The British Neuroscience Association (Copyright British Neuroscience Association 2003, traduação em 2007 por João O Malva –  Instituto de Bioquímica, Faculdade de Medicina, Universidade de Coimbra, Portugal).  Todos os campeonatos nacionais e internacionais utilizam o livro “Neurociência: A Ciência do Cérebro”. No caso de atividades práticas serem incluídas nos campeonatos recomendamos aos candidatos o uso das publicações indicadas pelos Comitês Locais e que abordem neuroanatomia e neurohistologia básicas. Caso sejam incluídos casos de doenças, os estudantes também devem conhecer os sinais, sintomas e os critérios de diagnóstico de desordens neurológicas comuns e de psiquiatria. Uma indicação para consulta geral em língua inglesa é o site da Enciclopédia de Medicina da Medline Plus, o qual pode ser encontrado na Biblioteca Nacional de Medicina. Por favor, entre em contato com os coordenadores locais para obter maiores informações sobre fontes de consultas recomendadas;
  • O comitê nacional estará a disposição para ajudar fornecendo imagens e ideias para a elaboração das avaliações. Caso precise de ajuda, entre em contato com os coordenadores através do e-mail brazilianbrainbee@gmail.com;
  • Coordenadores locais são encorajados a informar os meios de comunicação do seu evento, para divulgação na página nacional, uma vez que este tipo de evento envolve crianças, jovens, educadores, ciência, saúde e competição.

Quanto Custa organizar uma Competição Local?

O principal custo está relacionado ao tempo! Um coordenador local deve esperar gastar no mínimo 40 horas neste projeto, mas ao formar uma equipe, o trabalho poderá ser dividido o que reduzirá a quantidade de tempo gasto individualmente.

O custo financeiro está relacionado principalmente a produção de panfletos a serem distribuídos em unidades escolares de ensino médio, o que pode ser minimizado pela divulgação online.

Conseguir parceiros pode ser uma excelente alternativa para auxiliar nos gastos com:

  • Materiais de divulgação (panfletos, cartazes, folders, banners, etc);
  • Construção de site;
  • Materiais promocionais (camisetas para os competidores, canetas, canecas, etc);
  • Materiais para a execução das provas  e certificados (papel, cartucho de impressora, etc);

Infelizmente, o Comitê Nacional não tem como oferecer qualquer apoio financeiro aos Comiês Locais, restringindo o apoio ao processo de organização. Ao redor do mundo, os muitos Comitês (mais de 150) são apoiados por instituições acadêmicas (universidades, faculdades, centros de pesquisa e ensino, etc), empresas, indivíduos ou ONGs. Um ponto importante a ser considerado quando da criação do Comitê Local é se o evento (olimpíadas) criado será terminal, com isso queremos dizer que os concorrentes vencedores não são obrigados a participar da competição nacional, ou se o evento será parte do ciclo nacional/internacional das Olimpíadas de Neurociências, quando os vencedores de Comitês Locais competem na OBN e o vencedor nesta última passa a ser o representante brasileiro para a Olimpíada Internacional de Neurociências (IBB). O Comitê Nacional está lutando para conseguir auxílios que possibilitem o custeio de passagem e estadia para que os vencedores de competições locais possam participar da competição nacional e para que o Campeão Nacional tenha os custos cobertos para a sua participação na IBB.

Sugestão de Parceiros e Auxílios

  • Instituições de Ensino Superior e Centros de Pesquisa (universidades, faculdades, centros educacionais, institutos de pesquisa, etc);
  • Fundações, associações, agremiações, sociedades ou qualquer outra instituição pública ou privada que incentive  a produção e/ou divulgação de Ciência e Tecnologia;
  • Cursos de línguas;
  • Empresas públicas ou privadas (pessoa jurídica);
  • Contribuições individuais de pessoa física.

Notas Especiais quanto a Captação de Apoio e Suporte Financeiro

  • NÃO devem ser aceitos auxílios financeiros de escolas, colégios e cursos preparatórios relacionados ao ensino médio, de forma a se evitar conflitos de interesse. No entanto, as instituições de ensino médio cujos alunos estejam inscritos podem ser citadas na divulgação, assim como podem participar da divulgação e popularização da iniciativa;
  • Empresas cujos nomes estejam diretamente vinculados a bebidas alcoolicas e derivados de tabaco, ou qualquer produto ou serviço que possa contribuir negativamente para a imagem das iniciativas NÃO podem ser vinculadas às iniciativas credenciadas local, nacional (OBN) ou internacionalmente (IBB);
  • NÃO devem ser aceitos apoio ou suporte financeiro de indivíduos cuja reputação ou índole possa comprometer a imagem das iniciativas (locais, nacional ou internacional).
 
_______________________________________________________________________________________
 
Esta Olimpíada de Neurociências é um evento sancionado oficialmente pela International Brain Bee.
© 2012 Organização Ciências e Cognição. Todos os Direitos Reservados. Por favor, envie sugestões de melhorias, correções e comentários para o suporte Web, aos cuidados de Glaucio Aranha.

14 Comments

Ana Cristina Troncoso · 12 de setembro de 2014 at 4:17

Olá Alfred,

Conversei com vc, hoje, no SBNEC sobre meu interesse em montar um comitê local das Olimpíadas de Neurociências em Rio das Ostras. Após preencher o formulário envio para qual endereço?
A Comissão organizadora pode ser composta por alunos de graduação?
A Instituição executora é a Instituição na qual as provas serão executadas? No caso a UFF de Rio das Ostras?

ab,

Ana Cristina Troncoso

    cienciasecognicao · 3 de novembro de 2014 at 16:55

    Ana, seu e-mail já foi respondido e o comitê já foi credenciado! Parabéns para todos os integrantes do mais novo Comitê Local! Abcs, Coordenação Nacional

Regina Lucia Napolitano Felicio Felix Batista · 10 de novembro de 2014 at 2:04

Olá tenho interesse em ter um comitê aqui no RJ- Nova Iguaçu. Como faço?
Att,

    cienciasecognicao · 11 de novembro de 2014 at 17:42

    Prezada Regina,

    O COmitê do RIo de Janeiro e Grande Rio já contemplaria a região de Nova Iguaçu. Caso você tenha interesse em participar do Comite do Rio de Janeiro e contribuir para a ação, recomendo que entre em contato com os responsáveis pelo mesmo. O site do comitê é http://www.cienciasecognicao.org/riobrainbee e o e-mail é riobrainbee@gmail.com. Caso haja demanda e interesse em montar um novo comitê, podemos verificar esta possibilidade. Att., Coordenador Nacional.

Matheus Santos · 17 de dezembro de 2014 at 21:29

Sou de Belém e gostaria de participar da olimpíada, mas não há Comitê Local, o que deve ser feito para a criação do mesmo? É necessário um especialista em Neurociência ou um Bacharel em alguma área das Ciências Biológicas? Licenciados também podem sem especialização podem criar um Comitê?

    cienciasecognicao · 10 de fevereiro de 2015 at 10:54

    Matheus,

    Atualmente contamos com cinco comitês locais, mas apenas dois ativos (Rio de Janeiro e São Paulo). As instruções para montagem de um comitê estão disponíveis no site. Não é necessário um especialista, mas é necessário para a comissão julgadora (o que pode ser feito por convite). Você poderá participar competindo em outros comitês locais. Att., Coordenação

Neuza M. Mattos Almeida · 27 de janeiro de 2016 at 14:13

Olá!Gostaria de implantar no nosso município o comitê da Olimpíada. Sou diretora de um Centro de Apoio Pedagógico Multidisciplinar ( CEAPEM), que é um órgão Público. Atuamos com esta temática há 16 anos, o desenvolvimento humano, com deficiência ou não. temos neuropsicopedagogas também na equipe e o objetivo maior é utilizar os recursos do ensino e aprendizagem da Neurociência para os 900 alunos que aqui frequentam visando o sucesso acadêmico. Posso solicitar o nosso credenciamento?

    cienciasecognicao · 4 de fevereiro de 2016 at 19:22

    Prezada Neuza M. Mattos Almeida,
    Você pode organizar um comitê em seu município (qual seria?), desde que não haja um já instalado e ativo.Uma questão importante é que não poderá haver restrição para inscrição de candidatos de 14 a 18 anos, provenientes de instituições públicas e/ou privadas, nacionais ou internacionais (credenciadas pelo MEC). Um comitê pode ser credenciado a qualquer tempo (não há limites ou datas especificas), mas uma competição organizada pelo comitê deverá ser realizada até o final de abril para que o mesmo possa indicar candidatos para a competição nacional (a qual será realizada este ano no município de São Paulo). A data limite para indicação está publicada no site (02/05). O formulário para credenciamento está disponível em nosso site. Qualquer dúvida, estou disponível pelos e-mail brazilianbrainbee@gmail.com e alfredsholl@gmail.com. Atenciosamente, Alfred Sholl (Coordenador Nacional das Olimpíadas de Neurociências).

MARÇAL LEAL · 23 de fevereiro de 2017 at 12:30

BOM DIA!
GOSTARIA DE MONTAR UM COMITÊ AQUI EM MANAUS -AMAZONAS.
A INSTITUIÇÃO QUE FAÇO PARTE É UMA DAS MAIORES ESCOLAS PARTICULARES DO ESTADO COM TODOS OS MEIO NECESSARIOS.

    cienciasecognicao · 3 de março de 2017 at 14:47

    Sua dúvida foi esclarecida por telefone e o Comitê do Amazonas é o mais recente comitê credenciado junto à OBN! Parabens aos representantes do Comite Amazonense de Neurociências!

    Att.,

    Comissão Nacional

Gabriel Rosa Vilela · 10 de março de 2018 at 19:50

Boa tarde, organizamos a Liga Acadêmica de Neurologia da UFMS e gostaríamos de saber se é possível criar um comitê local e a realização da olimpíada como um projeto de extensão vinculado à UNIVERSIDADE.

    cienciasecognicao · 21 de março de 2018 at 18:32

    Prezado Gabriel, ficamos muitos contentes pelo contato e você pode entrar em contato com os coordenadores nacionais através do nosso Skype ou e-mail. Podemos fornecer o Whatsapp para coordenadores locais, após contato por e-mail. Respondendo a sua questão, a Olimpíada Nacional (OBN) é um projeto de extensão credenciado junto à pró-Reitoria de Extensão da UFRJ e na Organização Ciências e Cognição, inclusive com previsão de carga horária de extensão na grade curricular da graduação. Alguns comitês locais existentes tiveram sua instalação a partir de iniciativas de Ligas Acadêmicas (com professores associados) ou por professores universitários. Esta é uma excelente iniciativa para a promoção e divulgação das neurociências para estudantes do ensino médio. O primeiro passo é verificar, junto a UFMS, como credenciar o conjunto de atividades que compõem um comitê como um projeto de extensão. Estamos disponíveis por e-mail/ Skype / WhatsApp para ajudar no que for possível. Att., Coordenação Nacional.

DALYTON DA COSTA · 3 de janeiro de 2019 at 17:39

boa tarde!

Gostaria de montar um Comitê Local aqui em Itapecuru Mirim – MA, contamos com todo apoio da comunidade, Unidade regional de educação do estado e Municipal

    cienciasecognicao · 9 de janeiro de 2019 at 13:05

    Prezado Dalyton, esperamos pela submissão do cadastro deste novo comitê! Parabens pela iniciativa e apoio da comunidade! Att., Comitê Nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.