Maconha medicinal? Esclarecimentos básicos- por Elisabete Castelon Konkiewitz

O uso medicinal da maconha tem gerado muita esperança, mas também muitas incertezas e controvérsias. Boa parte do público leigo vê na planta a cura para muitos males, a maioria não sabe a diferença entre os seus diferentes derivados— naturais e sintéticos, artesanais e industrializados. Até mesmo médicos se confundem… Continue lendo…

Transtorno de humor bipolar na infância- Elisabete Castelon Konkiewitz

O nosso humor varia e faz da gente gato e sapato. Não conseguimos controlar a nossa tristeza, quando ela vem. Não é possível desligá-la, clicando num botão de controle que nos reprograma para um estado mais agradável. Também a alegria, quando chega, vem como que nos inundando e preenchendo. O… Continue lendo…

Transtorno de humor bipolar no idoso- por Elisabete Castelon Konkiewitz

O nosso humor varia e faz da gente gato e sapato. Não conseguimos controlar a nossa tristeza, quando ela vem. Não é possível desligá-la, clicando num botão de controle que nos reprograma para um estado mais agradável. Também a alegria, quando chega, vem como que nos inundando e preenchendo. O… Continue lendo…

Transtorno de humor bipolar e espectro bipolar: manifestações, causas e tratamento-por Elisabete Castelon Konkiewitz

O nosso humor varia e faz da gente gato e sapato. Não conseguimos controlar a nossa tristeza, quando ela vem. Não é possível desligá-la, clicando num botão de controle que nos reprograma para um estado mais agradável. Também a alegria, quando chega, vem como que nos inundando e preenchendo. O… Continue lendo…

TRAUMA NA INFÂNCIA E EPIGENÉTICA- por MURILO BIANCHI MARTINS

Análise do Artigo: Epigenetic Alterations Associated with War Trauma and Childhood Maltreatment Ramo-Fernández L, Schneider A, Wilker S, Kolassa IT. Behav Sci Law. 2015;33(5):701‐721. doi:10.1002/bsl.2200 INTRODUÇÃO Pessoas que já sofreram de algum tipo de trauma de guerra ou maus-tratos na infância estão sob maior risco de desenvolver distúrbios do espectro… Continue lendo…

ELE TE AMA, MAS NÃO PODE DEMONSTRAR. SERÁ? DELÍRIO ROMÂNTICO, EROTOMANIA, OU SÍNDROME DE CLERAMBAULT-por Elisabete Castelon Konkiewitz

DELÍRIO: UMA HISTÓRIA IRREAL CRIADA PELA SUA MENTE, por Elisabete Castelon Konkiewitz Delírio é uma crença fantasiosa, porém inabalável, ou seja, uma convicção que resiste a todas as evidências externas do contrário. Seus conteúdos são os mais diversos, por exemplo, delírio de perseguição (paranóide), de culpa, de grandeza, de infestação,… Continue lendo…

Parasitas no corpo? Delírio de infestação (Síndrome de Ekbom)-por Elisabete Castelon Konkiewitz

DELÍRIO: UMA HISTÓRIA IRREAL CRIADA PELA SUA MENTE, por Elisabete Castelon Konkiewitz Delírio é uma crença fantasiosa, porém inabalável, ou seja, uma convicção que resiste a todas as evidências externas do contrário. Seus conteúdos são os mais diversos, por exemplo, delírio de perseguição (paranóide), de culpa, de grandeza, de infestação,… Continue lendo…

VOCÊ JÁ MORREU, MAS FOI CONDENADO A VIVER ETERNAMENTE: SÍNDROME DE COTARD-por Elisabete Castelon Konkiewitz

DELÍRIO: UMA HISTÓRIA IRREAL CRIADA PELA SUA MENTE, por Elisabete Castelon Konkiewitz Delírio é uma crença fantasiosa, porém inabalável, ou seja, uma convicção que resiste a todas as evidências externas do contrário. Seus conteúdos são os mais diversos, por exemplo, delírio de perseguição (paranóide), de culpa, de grandeza, de infestação,… Continue lendo…

Não é o meu querido. É um impostor: síndrome de Capgras e outros transtornos de identificação-por Elisabete Castelon Konkiewitz

DELÍRIO: UMA HISTÓRIA IRREAL CRIADA PELA SUA MENTE, por Elisabete Castelon Konkiewitz Delírio é uma crença fantasiosa, porém inabalável, ou seja, uma convicção que resiste a todas as evidências externas do contrário. Seus conteúdos são os mais diversos, por exemplo, delírio de perseguição (paranóide), de culpa, de grandeza, de infestação,… Continue lendo…

Delírio compartilhado (folie a deux)-por Elisabete Castelon Konkiewitz

DELÍRIO: UMA HISTÓRIA IRREAL CRIADA PELA SUA MENTE, por Elisabete Castelon Konkiewitz Delírio é uma crença fantasiosa, porém inabalável, ou seja, uma convicção que resiste a todas as evidências externas do contrário. Seus conteúdos são os mais diversos, por exemplo, delírio de perseguição (paranóide), de culpa, de grandeza, de infestação,… Continue lendo…

Amor, paixão e loucura: ciúme obsessivo e delirante (síndrome de Otelo)-por Elisabete Castelon Konkiewitz

DELÍRIO: UMA HISTÓRIA IRREAL CRIADA PELA SUA MENTE, por Elisabete Castelon Konkiewitz Delírio é uma crença fantasiosa, porém inabalável, ou seja, uma convicção que resiste a todas as evidências externas do contrário. Seus conteúdos são os mais diversos, por exemplo, delírio de perseguição (paranóide), de culpa, de grandeza, de infestação,… Continue lendo…

DELÍRIO: UMA HISTÓRIA IRREAL CRIADA PELA SUA MENTE, por Elisabete Castelon Konkiewitz

Delírio é uma crença fantasiosa, porém inabalável, ou seja, uma convicção que resiste a todas as evidências externas do contrário. Seus conteúdos são os mais diversos, por exemplo, delírio de perseguição (paranóide), de culpa, de grandeza, de infestação, de ciúmes, de negação, erótico, religioso, etc. Assim, uma pessoa pode acreditar… Continue lendo…

Apresentação do canal de Neuropsiquiatria

A Profª Dra Elisabete Castelon Konkiewitz é médica, tem doutorado em Neurologia realizado na Alemanha, tem especialização em duas áreas – Neurologia e Psiquiatria, atua como professora associada da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), onde também é pesquisadora. Ela possui mais de 25 anos de experiência e é autora… Continue lendo…

RECOMPENSA E ADIÇÃO- por Thiago Lima de Almeida.

INTRODUÇÃO             Os seres humanos e a maioria dos animais sobrevivem por meio de mecanismos regulatórios e não regulatórios que mantêm todas as atividades fisiológicas e comportamentais. Um indivíduo que apresenta pressão arterial dentro dos limites e valores de referência para a idade é o resultado de constante manutenção dos… Continue lendo…

Neuroeducação e Inteligência: como as artes e a atividade física podem contribuir para a melhora cognitiva- por Alfred Sholl-Franco, Tatiana Maia Barreto e Talita da Silva de Assis

Trechos do capítulo do livro Altas Habilidades/Superdotação. ângela Virgolim & Elisabete Castelon Konkiewitz. Papirus, 2014. Introdução Há alguns anos a organização e a distribuição da grade curricular escolar eram focadas nas inteligências lógico-matemática e linguística, características prioritariamente cobradas nos testes de QI (Coeficiente de Inteligência) para categorizar o nível de… Continue lendo…

Você tem medo de falar em público? Isto pode ser transtorno de ansiedade social- por Elisabete Castelon Konkiewitz

Medo de falar em público é normal; constrangimento em se expor, em se tornar o centro das atenções é normal; sentir-se inseguro e ter medo de ser ridicularizado é normal. De fato, nós, seres humanos, somos sabidamente animais sociais a assim um dos nossos grandes anseios é o de ser… Continue lendo…

SONO, APRENDIZAGEM E MEMÓRIA- por Thiago Lima de Almeida.

Do dimensional psychopathology measures relate to creative achievement or divergent thinking? INTRODUÇÃO             O sono é uma atividade fisiológica dos seres humanos e animais, e sua função não foi totalmente elucidada. Desde os tempos de Aristóteles até os tempos modernos se acredita que este comportamento é fruto da redução da… Continue lendo…

Nem todo esquecimento é início de Alzheimer e Alzheimer não é só esquecimento- por Elisabete Castelon Konkiewitz

Uma vez um paciente me contou que saiu do banho com a cabeça toda ensaboada; em outra ocasião uma paciente me disse que elogiou o brinco de uma amiga e ouviu como resposta que este havia sido um presente dela! Muitos se esquecem do fogo ligado, ou do que deveriam… Continue lendo…

ALIMENTOS ANTI-INFLAMATÓRIOS: PRINCÍPIOS BIOATIVOS E MECANISMOS DE AÇÃO- por Luis Henrique Almeida Castro

Com o advento da revolução industrial a sociedade europeia e, posteriormente demais continentes, experimentou uma ampla mudança não apenas no modo de produção – retratado de maneira satírica e não menos crítica em “Tempos Modernos” de Charles Chaplin – mas também vivenciou uma transformação no modo como nos relacionamos com… Continue lendo…

Será que o seu filho tem dislexia?-por Elisabete Castelon Konkiewitz

Durante milênios, a maioria da humanidade nas mais diversas regiões do mundo não lia, nem escrevia, o aprendizado acontecia pela transmissão oral e demonstração. Esse cenário foi se modificando principalmente na segunda metade do século XX e assim, a importância que a comunicação escrita tem hoje no cotidiano é historicamente… Continue lendo…

Cefaleias-visão geral- por Camila Machado

Introdução A cefaleia é responsável por grande parte das consultas nas unidades de saúde e está associada a um alto impacto socioeconômico, perda da produtividade no trabalho e diminuição da qualidade de vida. Na maioria dos casos, não está relacionada a outras condições clínicas e, quando presentes, costumam ser condições… Continue lendo…