A importância do relatório dos educadores sobre o desempenho e o comportamento da criança na escola-por Elisabete Castelon Konkiewitz

A Profa. Dra. Elisabete Castelon Konkiewitz fala sobre a importância do relatório dos educadores sobre o desempenho e o comportamento da criança na escola para o estabelecimento do diagnóstico pelo médico neurologista/ psiquiatra. Continue lendo…

A TERAPIA COGNITIVO COMPORTAMENTAL PARA PESSOAS VIVENDO COM HIV-por Márcia Andrea Lial Sertão e Iara Beatriz Andrade de Sousa

  INFECÇÃO DO HIV E SUAS QUESTÕES PSICOLÓGICAS A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS) após mais três décadas de seu surgimento no Brasil permanece sendo um problema de saúde pública no nosso país. Dados do boletim epidemiológico HIV/AIDS de 2015 revelam que foram registrados no Brasil, desde 1980 até Junho… Continue lendo…

Prática de Yoga como adjuvante no tratamento da depressão e ansiedade-por Isabella Alves Propécio

  Prática de Yoga como adjuvante no tratamento da depressão e ansiedade  Introdução             Situações de depressão são relatadas desde a Antiguidade. As descrições do que atualmente são denominados transtornos de humor aparecem em muitos documentos antigos. No Velho Testamento, a história do rei Saul descreve uma síndrome depressiva, assim… Continue lendo…

RETOMANDO O TDAH: DESAFIOS E CONTROVÉRSIAS QUE AINDA PERSISTEM EM TORNO DE UM VELHO TEMA-por Elisabete Castelon Konkiewitz

Introdução: um problema de sérias consequências Apesar de antigo, o diagnóstico de transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) ainda causa alvoroço em diversos estratos sociais. Discussões surgem sobre a confirmação do diagnóstico (se ele de fato existe, ou se é uma construção social da era pós-moderna), a forma… Continue lendo…

O homem moderno: sua tristeza e seu medo – por Elisabete Castelon Konkiewitz

Do ponto de vista neurobiológico, a tristeza é uma resposta normal do cérebro a experiências negativas, especialmente se estas experiências são inesperadas, e se não há saída, ou seja, independentemente da estratégia utilizada, o sofrimento se mostra inescapável. Já o medo é uma resposta a experiências (reais ou imaginadas) de… Continue lendo…

A oxitocina e a ansiedade social, por Ana Claudia Piccinelli. Resenha do artigo Oxytocin in General Anxiety and Social Fear: A Translational Approach. NEUMANN, I. D.; SLATTERY, D. A. Biol Psychiatry, Jun 2015.

Dentre as doenças psiquiátricas mais comuns estão aquelas relacionadas à ansiedade, descritas com prevalência de até 30%. Normalmente são prescritos como tratamento benzodiazepínicos, beta-bloqueadores, antidepressivos e psicoterapia. Entretanto, esses tratamentos levam apenas a uma melhora parcial. Além disso, as taxas de recorrência dos sintomas são elevadas.    Critérios para o… Continue lendo…

Filmagem da palestra “Alterações cognitivas e psiquiátricas na epilepsia mesial temporal: um sério problema pouco estudado”-Elisabete Castelon Konkiewitz-

Palestra da Profa Dra Elisabete Castelon Konkiewitz durante o IV Simpósio Internacional de Neurociências da Grande Dourados sobre as alterações cognitivas (funções executivas, memória de trabalho) e afetivas (depressão e ansiedade) que acompanham a epilepsia mesial temporal. A palestra se inicia com noções básicas sobre epilepsia e depois apresenta a… Continue lendo…