Neuroeducação e Inteligência: como as artes e a atividade física podem contribuir para a melhora cognitiva- por Alfred Sholl-Franco, Tatiana Maia Barreto e Talita da Silva de Assis

Trechos do capítulo do livro Altas Habilidades/Superdotação. ângela Virgolim & Elisabete Castelon Konkiewitz. Papirus, 2014. Introdução Há alguns anos a organização e a distribuição da grade curricular escolar eram focadas nas inteligências lógico-matemática e linguística, características prioritariamente cobradas nos testes de QI (Coeficiente de Inteligência) para categorizar o nível de… Continue lendo…

Pesquisas analisam efeito neuroprotetor do exercício físico-Ciência&Mulher-Publicação da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência

  Exercícios físicos em intensidade moderada podem reduzir os danos causados por isquemia cerebral, potencializar a expressão gênica, melhorar a memória e até aumentar a ativação de enzimas que atuam contra a Doença de Alzheimer.  Essas foram algumas das descobertas de pesquisas que investigam o efeito neuroprotetor de atividades físicas… Continue lendo…