Você precisa mapear o seu cérebro!- por Elisabete Castelon Konkiewitz

O cérebro governa todo o corpo. De fato, é nesse órgão que se iniciam os comandos para tudo o que fazemos e percebemos, desde as funções mais básicas para a sobrevivência, como respiração, batimentos cardíacos, digestão, até as experiências mais complexas, como os sonhos, o raciocínio matemático, a paixão, o … Continue lendo…

SISTEMA ENDOCANABINÓIDE: CONCEITOS, HISTÓRIA E POSSIBILIDADES TERAPÊUTICAS, por Luis Henrique Almeida Castro

  Dentre as drogas consideradas ilícitas no ocidente, a planta Cannabis sativa é a mais consumida: em torno de 4% da população adulta sendo que, destes usuários, 10% estão em situação de dependência. Não obstante, o uso medicinal desta erva remonta aos primórdios do surgimento da nossa própria espécie: alguns … Continue lendo…

A importância do relatório dos educadores sobre o desempenho e o comportamento da criança na escola-por Elisabete Castelon Konkiewitz

A Profa. Dra. Elisabete Castelon Konkiewitz fala sobre a importância do relatório dos educadores sobre o desempenho e o comportamento da criança na escola para o estabelecimento do diagnóstico pelo médico neurologista/ psiquiatra. Continue lendo…

Infecção pelo HIV no cérebro, uma abordagem investigativa- por Helder Freitas dos Santos

Resenha do artigo “Current understanding of HIV-associated neurocognitive disorders pathogenesis” Gannon P, Khan M.Z, Kolson D.L. Department of Neurology, University of Pennsylvania School of Medicine, Philadelphia, Pennsylvania, USA, Jun, 2011. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3683661/pdf/nihms469437.pdf     O sistema nervoso central é um importante reservatório potencial a persistente infecção pelo HIV-1, onde provávelmente entra … Continue lendo…

DEPENDÊNCIA DE COCAÍNA e INFECÇÃO PELO VÍRUS HIV-por GUSTAVO ROBERTO VILLAS BOAS e THIAGO PAULUZI JUSTINO

INTRODUÇÃO           A associação entre a Dependência do uso de cocaína/crack e a infecção pelo HIV vem mostrando ser uma combinação perigosa, atuando de forma sinérgica no comprometimento no Sistema Nervoso Central (SNC). O HIV é um retrovírus neurotrópico que infecta as células da micróglia, levando a produção de citocinas, … Continue lendo…

Desordens neurocognitivas associadas ao HIV: como a Proteína Tat injuria o SNC através dos microRNA’s e como a melatonina pode interferir neste processo-por Otavio Rodrigues Filho e Juliana Vieira Bitante

INTRODUÇÃO              O comprometimento neurológico de pacientes portadores do vírus HIV é um grande desafio.  As desordens neurológicas promovidas pela infecção variam desde distúrbios sensitivo-motores até depressão e demência (MEDAGLIA, 2015). Estima-se que 70% dos pacientes infectados pelo HIV desenvolverão algum tipo de desordem neurológica. Estas desordens não são devidas … Continue lendo…

O homem moderno: sua tristeza e seu medo – por Elisabete Castelon Konkiewitz

Do ponto de vista neurobiológico, a tristeza é uma resposta normal do cérebro a experiências negativas, especialmente se estas experiências são inesperadas, e se não há saída, ou seja, independentemente da estratégia utilizada, o sofrimento se mostra inescapável. Já o medo é uma resposta a experiências (reais ou imaginadas) de … Continue lendo…

Cannabis  e o processo neuroinflamatório em pacientes com infecção pelo HIV , por Carolina Rangel de Lima Santos e Laísa Vieira Gnutzmann

  Introdução   Os vírus da imunodeficiência humana (HIV-1 e HIV-2) são retrovírus pertencentes à família dos lentivírus. Essa família inclui vírus capazes de provocar infecções persistentes, com evolução lenta, produzindo degeneração progressiva do sistema imune (Brasil, 2014). O vírus HIV infecta um subconjunto de células de imunidade, em que … Continue lendo…

Inflamação crônica no sistema nervoso central, importância de sua patogênese em alterações neurocognitivas associadas ao HIV- por Helder Freitas dos Santos: resenha do artigo “Brain inflammation is a common feature of HIV-infected patients without HIV encephalitis or productive brain infection”.

  As consequências clínicas da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) devem-se à capacidade deste retrovírus em infectar células do sistema imunológico. Os alvos primários do vírus são os linfócitos que expressam o marcador de superfície CD4, que serve como receptor que se liga à proteína do envelope do … Continue lendo…

“É possível medir a consciência? Neuroimagem funcional e evolução no entendimento do cérebro de pacientes não responsivos”, 06/10/2017, com Profa. Dra. Elisabete Castelon Konkiewitz (UFGD)

Palestra: “É possível medir a consciência? Neuroimagem funcional e evolução no entendimento do cérebro de pacientes não responsivos” Palestrante: Profa. Dra. Elisabete Castelon Konkiewitz (UFGD) Data: 06/10/2017 Horário: 08:00 Resumo: Novas técnicas de neuroimagem têm revolvido antigos conceitos. Pacientes que pareciam inconscientes surpreendem com seu padrão de ativação cerebral, revelando … Continue lendo…