A infância é a fase mais feliz da vida. Criança não tem problemas. Será? Ansiedade e depressão na infância e o impacto sobre o aprendizado- um texto para educadores, por Elisabete Castelon Konkiewitz

  Depressão  A depressão é doença freqüente também em crianças. Estatísticas americanas apontam para uma frequência de 0,9% em pré-escolares, 1,9% em ecolares e 4,7% em adolescentes. Existe forte predisposição familiar, havendo um padrão de herança provavelmente do tipo poligênico, multifatorial. As manifestações podem ser tão diversas, que é preciso… Continue lendo…

ATIVIDADES DO COTIDIANO. COMO ORGANIZÁ-LAS?: ORIENTAÇÕES DA TERAPIA OCUPACIONAL PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM TRANSTORNOS COMPORTAMENTAIS-por Adriana Dias Barbosa Vizzotto. In: APRENDIZAGEM, COMPORTAMENTO E EMOÇÕES NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA: UMA VISÃO TRANSDISCIPLINAR. Organização: Elisabete Castelon Konkiewitz. Editora UFGD, Dourados, 2013.

    “Quanto mais penso em desenvolvimento infantil costumo imaginar uma locomotiva cruzando territórios desconhecidos e podendo, a qualquer momento, descarrilar e passar a trilhar novos rumos, muitos deles perigosos e traiçoeiros. Quanto mais precocemente observarmos e identificarmos tais ‘mudanças de curso’, mais rapidamente temos a chance de restabelecer a… Continue lendo…

O APRENDIZADO DA MATEMÁTICA E SUAS DIFICULDADES, por Jane Correa

 O APRENDIZADO DA MATEMÁTICA E SUAS DIFICULDADES, por Jane Correa In: APRENDIZAGEM, COMPORTAMENTO E EMOÇÕES NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA: UMA VISÃO TRANSDISCIPLINAR. Organização: Elisabete Castelon Konkiewitz. Editora UFGD, Dourados, 2013. INTRODUÇÃO  Socialmente, a matemática é tida como um conhecimento complexo1. Saber matemática é comumente relacionado, em nossa sociedade, à inteligência… Continue lendo…

Trauma na infância e epigenética – resenha do artigo “Primate evidence on the late health effects of early-life adversity” por Lucas Shuiti

Gabriella Conti,Christopher Hansman, James J. Heckman, Matthew F. X. Novak, Angela Ruggiero, and Stephen J. Suomi; PNAS; 2012 http://www.pnas.org/content/109/23/8866.full   A relação entre as experiências vivenciadas nos primeiros anos de vida e sua influência em comportamentos na vida adulta é, hoje, indiscutível e torna-se objeto de muitos estudos atuais. As consequências mais frequentemente listadas… Continue lendo…

II International Grand Dourados Neuroscience Symposium, 25 a 27 de setembro de 2014

      II International Grand Dourados Neuroscience Symposium,             A Faculdade de Ciências da Saúde (FCS) da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) vem com alegria anunciar e convidar a todos para o II International Grand Dourados Neuroscience Symposium, o qual ocorrerá entre 25… Continue lendo…

Meu filho é superdotado!!!!!!!!! O que eu faço agora????? NECESSIDADES SOCIO-EMOCIONAIS DA CRIANÇA COM ALTAS HABILIDADES/ SUPERDOTAÇÃO- por ÂNGELA M. RODRIGUES VIRGOLIM Universidade de Brasília

“Fale, e eu esquecerei; ensine-me, e eu poderei lembrar; envolva-me, e eu aprenderei.” (Benjamin Franklin) CASO Cara Dra. Angela, Preciso de orientação a respeito do meu filho, Daniel, que tem 4 anos e 5 meses de idade. Há algum tempo venho me preocupando com ele e, agora que li alguns… Continue lendo…

INTEGRAÇÃO SENSORIAL NOS DISTÚRBIOS DE APRENDIZAGEM E NEUROLÓGICOS DA INFÂNCIA – por Nadielly de Almeida Lima

INTRODUÇÃO  A teoria da integração sensorial descrita e desenvolvida por Jean Ayres, no fim dos anos 50 e início dos anos 60, baseada em uma revisão da literatura sobre: desenvolvimento, neurobiologia, psicologia, educação e experiência clínica. Ayres formulou hipóteses nas quais as funções psiconeurológicas podem estar implicadas em distúrbios de… Continue lendo…

ASPECTOS NEUROPSICOLÓGICOS DO DESENVOLVIMENTO COGNITIVO DA CRIANÇA: SONO, MEMÓRIA, APRENDIZADO E PLASTICIDADE NEURAL-por Sérgio Arthuro Mota Rolim, extraído do livro “Aprendizagem, comportamento e emoções na infância e na adolescência-uma visão transdisciplinar”- Elisabete Castelon Konkiewitz (Org.) editora UFGD, 2013.

Breve histórico, conceitos atuais e funções do sono   As primeiras referências escritas sobre sono vêm da Grécia antiga, através dos filósofos Sócrates e Platão, há aproximadamente 2300 anos. Sócrates é considerado o pai da filosofia, mas curiosamente nunca deixou nada escrito, sendo todos os seus pensamentos registrados pelo seu… Continue lendo…