Síndromes Demenciais- por Rafael Claudino dos Santos e Sidney Mariano dos Santos.

Síndromes Demenciais As síndromes demenciais caracterizam-se por serem de natureza crônica, e por apresentarem vários déficits cognitivos, que incluem comprometimento da memória, do pensamento, orientação, compreensão, cálculo, capacidade de aprendizagem, linguagem e julgamento, enfim, alterações significativas o bastante para não serem consideradas apenas uma consequência do envelhecimento normal. De forma… Continue lendo…

Infecção pelo HIV no cérebro, uma abordagem investigativa- por Helder Freitas dos Santos

Resenha do artigo “Current understanding of HIV-associated neurocognitive disorders pathogenesis” Gannon P, Khan M.Z, Kolson D.L. Department of Neurology, University of Pennsylvania School of Medicine, Philadelphia, Pennsylvania, USA, Jun, 2011. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3683661/pdf/nihms469437.pdf     O sistema nervoso central é um importante reservatório potencial a persistente infecção pelo HIV-1, onde provávelmente entra… Continue lendo…

DEPENDÊNCIA DE COCAÍNA e INFECÇÃO PELO VÍRUS HIV-por GUSTAVO ROBERTO VILLAS BOAS e THIAGO PAULUZI JUSTINO

INTRODUÇÃO           A associação entre a Dependência do uso de cocaína/crack e a infecção pelo HIV vem mostrando ser uma combinação perigosa, atuando de forma sinérgica no comprometimento no Sistema Nervoso Central (SNC). O HIV é um retrovírus neurotrópico que infecta as células da micróglia, levando a produção de citocinas,… Continue lendo…

Desordens neurocognitivas associadas ao HIV: como a Proteína Tat injuria o SNC através dos microRNA’s e como a melatonina pode interferir neste processo-por Otavio Rodrigues Filho e Juliana Vieira Bitante

INTRODUÇÃO              O comprometimento neurológico de pacientes portadores do vírus HIV é um grande desafio.  As desordens neurológicas promovidas pela infecção variam desde distúrbios sensitivo-motores até depressão e demência (MEDAGLIA, 2015). Estima-se que 70% dos pacientes infectados pelo HIV desenvolverão algum tipo de desordem neurológica. Estas desordens não são devidas… Continue lendo…

Cannabis  e o processo neuroinflamatório em pacientes com infecção pelo HIV , por Carolina Rangel de Lima Santos e Laísa Vieira Gnutzmann

  Introdução   Os vírus da imunodeficiência humana (HIV-1 e HIV-2) são retrovírus pertencentes à família dos lentivírus. Essa família inclui vírus capazes de provocar infecções persistentes, com evolução lenta, produzindo degeneração progressiva do sistema imune (Brasil, 2014). O vírus HIV infecta um subconjunto de células de imunidade, em que… Continue lendo…

Inflamação crônica no sistema nervoso central, importância de sua patogênese em alterações neurocognitivas associadas ao HIV- por Helder Freitas dos Santos: resenha do artigo “Brain inflammation is a common feature of HIV-infected patients without HIV encephalitis or productive brain infection”.

  As consequências clínicas da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) devem-se à capacidade deste retrovírus em infectar células do sistema imunológico. Os alvos primários do vírus são os linfócitos que expressam o marcador de superfície CD4, que serve como receptor que se liga à proteína do envelope do… Continue lendo…

EPIDEMIOLOGIA DA INFECÇÃO PELO HIV NO BRASIL E DÉFICIT NEUROCOGNITIVO ASSOCIADO AO HIV- por Renata Nasser, Letícia Ferreira Oliveira e Sara Moraes Peixoto

Introdução A temática do HIV e da AIDS consiste em um dos grandes problemas da Saúde Pública atualmente no Brasil. A AIDS (Acquired Immune Deficiency Syndrome) ou Síndrome da Imunodeficiência Adquirida é uma síndrome que se manifesta em indivíduos infectados pelo vírus HIV (sigla proveniente do inglês que significa Vírus… Continue lendo…

Doença do corpo e da mente: o que sabemos sobre o HAND? – por Brenda Arnold e Murilo Kratz

 Brenda Arnold e Murilo Kratz Resenha do artigo – HIV-associated neurocognitive disorder — pathogenesis and prospects for treatment. Autores: Deanna Saylor, Alex M. Dickens, Ned Sacktor, Norman Haughey, Barbara Slusher, Mikhail Pletnikov, Joseph L. Mankowski, Amanda Brown, David J. Volsky and Justin C. McArthur. Publicado na Nature Reviews|Neurology. v. 12, p. 234-248, Apr 2016.… Continue lendo…

DOENÇA DE ALZHEIMER: AS PERSPECTIVAS DE SE ENCONTRAR BIOMARCADORES- por Fabiana Rodrigues Lima e Gabrielle Torres Decknis

  INTRODUÇÃO A mais comum dentre os 140 tipos de demência, a Doença de Alzheimer ainda não possui uma causa definida, intrigando médicos e pesquisadores desde 1907, data de sua primeira descrição. Neuro degenerativa, progressiva e crônica, ela atinge atualmente cerca de 25 milhões de pessoas em todo o mundo,… Continue lendo…