Neuroeducação e Inteligência: como as artes e a atividade física podem contribuir para a melhora cognitiva- por Alfred Sholl-Franco, Tatiana Maia Barreto e Talita da Silva de Assis

Trechos do capítulo do livro Altas Habilidades/Superdotação. ângela Virgolim & Elisabete Castelon Konkiewitz. Papirus, 2014. Introdução Há alguns anos a organização e a distribuição da grade curricular escolar eram focadas nas inteligências lógico-matemática e linguística, características prioritariamente cobradas nos testes de QI (Coeficiente de Inteligência) para categorizar o nível de… Continue lendo…

ATIVIDADES DO COTIDIANO. COMO ORGANIZÁ-LAS?: ORIENTAÇÕES DA TERAPIA OCUPACIONAL PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM TRANSTORNOS COMPORTAMENTAIS-por Adriana Dias Barbosa Vizzotto. In: APRENDIZAGEM, COMPORTAMENTO E EMOÇÕES NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA: UMA VISÃO TRANSDISCIPLINAR. Organização: Elisabete Castelon Konkiewitz. Editora UFGD, Dourados, 2013.

    “Quanto mais penso em desenvolvimento infantil costumo imaginar uma locomotiva cruzando territórios desconhecidos e podendo, a qualquer momento, descarrilar e passar a trilhar novos rumos, muitos deles perigosos e traiçoeiros. Quanto mais precocemente observarmos e identificarmos tais ‘mudanças de curso’, mais rapidamente temos a chance de restabelecer a… Continue lendo…