Arquivo por tag: HIV

jul 07 2018

DEPENDÊNCIA DE COCAÍNA e INFECÇÃO PELO VÍRUS HIV-por GUSTAVO ROBERTO VILLAS BOAS e THIAGO PAULUZI JUSTINO

INTRODUÇÃO           A associação entre a Dependência do uso de cocaína/crack e a infecção pelo HIV vem mostrando ser uma combinação perigosa, atuando de forma sinérgica no comprometimento no Sistema Nervoso Central (SNC). O HIV é um retrovírus neurotrópico que infecta as células da micróglia, levando a produção de citocinas, que, por sua vez, vão …

Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://cienciasecognicao.org/neuroemdebate/?p=4234

abr 16 2018

Desordens neurocognitivas associadas ao HIV: como a Proteína Tat injuria o SNC através dos microRNA’s e como a melatonina pode interferir neste processo-por Otavio Rodrigues Filho e Juliana Vieira Bitante

INTRODUÇÃO              O comprometimento neurológico de pacientes portadores do vírus HIV é um grande desafio.  As desordens neurológicas promovidas pela infecção variam desde distúrbios sensitivo-motores até depressão e demência (MEDAGLIA, 2015). Estima-se que 70% dos pacientes infectados pelo HIV desenvolverão algum tipo de desordem neurológica. Estas desordens não são devidas a apenas um único fator, …

Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://cienciasecognicao.org/neuroemdebate/?p=4143

fev 10 2018

QUAIS AS CONSEQUÊNCIAS DO TRANSTORNO DE ESTRESSE PÓS-TRAUMÁTICO E DO TRANSTORNO DO USO DE SUBSTÂNCIAS NA SAÚDE DE UM INDIVÍDUO HIV POSITIVO? – por Mariana Angélica da Silva Miranda e Isabella Fernandes de Azambuja Vedovato

Resenha do artigo: Understanding the interface of HIV, trauma, post traumatic stress disorder, and substance use and its implications for health outcomes D. J. Brief, A. R. Bollinger, M. J. Vielhauer, J. A. Berger-Greenstein, E. E. Morgan, S. M. Brady,  L. M. Buondonno, T. M. Keane. For The HIV/AIDS Treatment Adherence, Health Outcomes And Cost …

Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://cienciasecognicao.org/neuroemdebate/?p=4087

jan 11 2018

O QUE AS ADVERSIDADES NA INFÂNCIA TÊM PARA NOS DIZER SOBRE A PREVENÇÃO DO HIV? – por Brenda Barzotto Arnold e Murilo Higa Cimatti de Andrade Kratz Resenha do artigo: Fang, L., Chuang D.M., Lee, Y. Adverse childhood experiences, gender, and HIV risk behaviors: Results from a population-based sample. Preventive Medicine Reports 4 (2016) 113-120.

A identificação de características preditivas em um indivíduo é foco em diversas áreas do conhecimento humano. Na educação, podemos tomar como exemplo os diversos perfis de alunos e suas necessidades, que levam ao desenvolvimento de teorias e formulação de estudos para obter o máximo de desenvolvimento intelectual possível para aquela pessoa. Na criminologia, também, é …

Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://cienciasecognicao.org/neuroemdebate/?p=4069

nov 03 2017

Cannabis  e o processo neuroinflamatório em pacientes com infecção pelo HIV , por Carolina Rangel de Lima Santos e Laísa Vieira Gnutzmann

  Introdução   Os vírus da imunodeficiência humana (HIV-1 e HIV-2) são retrovírus pertencentes à família dos lentivírus. Essa família inclui vírus capazes de provocar infecções persistentes, com evolução lenta, produzindo degeneração progressiva do sistema imune (Brasil, 2014). O vírus HIV infecta um subconjunto de células de imunidade, em que se incluem as células T …

Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://cienciasecognicao.org/neuroemdebate/?p=4010

out 12 2017

Terapia genética: Nova perspectiva no avanço à cura da infecção pelo HIV- Juliana Oliveira Bitante e Otávio Rodrigues Filho

Após mais de 30 anos, a AIDS continua sendo um dos maiores desafios mundiais à saúde, tendo causado mais de 35 milhões de mortes em todo o mundo. Globalmente, a infecção por HIV aparece como a quinta principal causa de morte entre adultos e a principal causa de morte de mulheres entre 15 e 49 …

Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://cienciasecognicao.org/neuroemdebate/?p=3949

ago 13 2017

Inflamação crônica no sistema nervoso central, importância de sua patogênese em alterações neurocognitivas associadas ao HIV- por Helder Freitas dos Santos: resenha do artigo “Brain inflammation is a common feature of HIV-infected patients without HIV encephalitis or productive brain infection”.

  As consequências clínicas da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) devem-se à capacidade deste retrovírus em infectar células do sistema imunológico. Os alvos primários do vírus são os linfócitos que expressam o marcador de superfície CD4, que serve como receptor que se liga à proteína do envelope do vírus. Estas células, chamadas de …

Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://cienciasecognicao.org/neuroemdebate/?p=3910

jun 11 2017

IV International Grand Dourados Neuroscience Symposium-October, 4th-7th, 2017-http://neurocienciasdourados.com.br/index.html

    A Faculdade de Ciências da Saúde (FCS) da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) vem com alegria anunciar e convidar a todos para o IV International Grand Dourados Neuroscience Symposium, o qual ocorrerá entre 04 e 07 de outubro de 2017. Esta é a quarta edição internacional do evento, que já aconteceu em …

Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://cienciasecognicao.org/neuroemdebate/?p=3705

jan 26 2017

Depressão e resiliência em mulheres com infecção pelo HIV-resenha do artigo “Depression and resilience in women with HIV and early life stress: does trauma play a mediating role? A cross-sectional study”- por Bruno Ernandes e Vitor Colpo

    O surgimento da terapia antirretroviral e o aumento da expectativa de vida de indivíduos infectados com o vírus HIV trouxe consigo o aumento da prevalência de morbidades psiquiátricas, como depressão e ansiedade, nesses indivíduos. A prevalência de depressão em portadores do vírus HIV chega a ser de duas a quatro vezes maior que …

Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://cienciasecognicao.org/neuroemdebate/?p=3507

jan 21 2017

Decifrando o estigma: uma busca para redução de seus impactos em minorias sociais – resenha do artigo “Reducing stigma and discrimination to improve child health and survival in low- and middle-income countries promising approaches and implications for future research”- por Helder Freitas dos Santos.

  É necessário entender previamente que o estigma corresponde a um processo de desvalorização de um indíviduo ou grupo, de acordo com suas atribuições físicas ou pessoais, muitas vezes consideradas incabíveis no ambiente em que vive. Desta forma, o estigmatizado se vê alvo de atitudes e comportamentos negativos da sociedade, como julgamentos morais e discriminação. …

Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://cienciasecognicao.org/neuroemdebate/?p=3498

Carregar mais