ALIMENTOS ANTI-INFLAMATÓRIOS: PRINCÍPIOS BIOATIVOS E MECANISMOS DE AÇÃO- por Luis Henrique Almeida Castro

Com o advento da revolução industrial a sociedade europeia e, posteriormente demais continentes, experimentou uma ampla mudança não apenas no modo de produção – retratado de maneira satírica e não menos crítica em “Tempos Modernos” de Charles Chaplin – mas também vivenciou uma transformação no modo como nos relacionamos com… Continue lendo…

TODA DOR É UMA PERCEPÇÃO CEREBRAL E TODA DOR CRÔNICA ENVOLVE A NEUROPSIQUIATRIA

TODA DOR É UMA PERCEPÇÃO CEREBRAL E TODA DOR CRÔNICA ENVOLVE A NEUROPSIQUIATRIA – por Elisabete Castelon Konkiewitz | Matéria publicada no blog “neurociências em Debate” Continue lendo…

DEPENDÊNCIA DE COCAÍNA e INFECÇÃO PELO VÍRUS HIV-por GUSTAVO ROBERTO VILLAS BOAS e THIAGO PAULUZI JUSTINO

INTRODUÇÃO           A associação entre a Dependência do uso de cocaína/crack e a infecção pelo HIV vem mostrando ser uma combinação perigosa, atuando de forma sinérgica no comprometimento no Sistema Nervoso Central (SNC). O HIV é um retrovírus neurotrópico que infecta as células da micróglia, levando a produção de citocinas,… Continue lendo…

Desordens neurocognitivas associadas ao HIV: como a Proteína Tat injuria o SNC através dos microRNA’s e como a melatonina pode interferir neste processo-por Otavio Rodrigues Filho e Juliana Vieira Bitante

INTRODUÇÃO              O comprometimento neurológico de pacientes portadores do vírus HIV é um grande desafio.  As desordens neurológicas promovidas pela infecção variam desde distúrbios sensitivo-motores até depressão e demência (MEDAGLIA, 2015). Estima-se que 70% dos pacientes infectados pelo HIV desenvolverão algum tipo de desordem neurológica. Estas desordens não são devidas… Continue lendo…

Cannabis  e o processo neuroinflamatório em pacientes com infecção pelo HIV , por Carolina Rangel de Lima Santos e Laísa Vieira Gnutzmann

  Introdução   Os vírus da imunodeficiência humana (HIV-1 e HIV-2) são retrovírus pertencentes à família dos lentivírus. Essa família inclui vírus capazes de provocar infecções persistentes, com evolução lenta, produzindo degeneração progressiva do sistema imune (Brasil, 2014). O vírus HIV infecta um subconjunto de células de imunidade, em que… Continue lendo…

Inflamação crônica no sistema nervoso central, importância de sua patogênese em alterações neurocognitivas associadas ao HIV- por Helder Freitas dos Santos: resenha do artigo “Brain inflammation is a common feature of HIV-infected patients without HIV encephalitis or productive brain infection”.

  As consequências clínicas da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) devem-se à capacidade deste retrovírus em infectar células do sistema imunológico. Os alvos primários do vírus são os linfócitos que expressam o marcador de superfície CD4, que serve como receptor que se liga à proteína do envelope do… Continue lendo…

Como o estresse social leva à depressão? por Victor Colpo e Bruno Ernandes. Resenha do artigo “From Stress to Inflammation and Major Depressive Disorder: A Social Signal Transduction Theory of Depression”. George M. Slavich and Michael R. Irwin -Psychological Bulletin-American Psychological Association 2014, Vol. 140, No. 3, 774–815

Fatores ambientais e sociais podem causar alterações biológicas que  levam à depressão. A chave para o entendimento dessa relação de causalidade é a noção de que o estresse pode modular o sistema imune , o qual influi no funcionamento do sistema nervoso central (SNC). Primeiramente, o SNC, que é a… Continue lendo…

Depressão e Neuroimunologia – por Paulo Henrique de Souza e Vicente Guimarães Neto

 INTRODUÇÃO Transtornos de humor são desordens psiquiátricas, nas quais ocorrem predomínio de alterações de humor e sintomas vegetativos associados (mudança de apetite, sono, peso e libido), se estendendo por semanas ou meses. Desse modo, nos transtornos de humor encontram-se aqueles em que predominam sintomas de tristeza e depressão e aqueles… Continue lendo…