Categoria: 2020

Epilepsia: cognição, ansiedade, depressão, alterações do sono e deficiência de vitamina D – por Elisabete Castelon Konkiewitz

O cérebro pode ser representado como um conjunto de circuitos elétricos, formando redes intrincadas e complexas. Nossas funções —como movimento, fala e pensamento—, resultam do disparo preciso de uma unidade para outra. Aqui um erro mínimo pode ter grandes consequências. O conceito do cérebro como um circuito (network) tem implicações abrangentes para as neurociências. Retrospectivamente, …

Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://cienciasecognicao.org/neuroemdebate/arquivos/4947

Novas perspectivas para a epilepsia: genética e redes neurais/conectoma – por Elisabete Castelon Konkiewitz

O cérebro pode ser representado como um conjunto de circuitos elétricos, formando redes intrincadas e complexas. Nossas funções —como movimento, fala e pensamento—, resultam do disparo preciso de uma unidade para outra. Aqui um erro mínimo pode ter grandes consequências. O conceito do cérebro como um circuito (network) tem implicações abrangentes para as neurociências. Retrospectivamente, …

Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://cienciasecognicao.org/neuroemdebate/arquivos/4945

Epilepsia e crises epilépticas – por Elisabete Castelon Konkiewitz

O cérebro pode ser representado como um conjunto de circuitos elétricos, formando redes intrincadas e complexas. Nossas funções —como movimento, fala e pensamento—, resultam do disparo preciso de uma unidade para outra. Aqui um erro mínimo pode ter grandes consequências. O conceito do cérebro como um circuito (network) tem implicações abrangentes para as neurociências. Retrospectivamente, …

Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://cienciasecognicao.org/neuroemdebate/arquivos/4943

Maconha medicinal? Esclarecimentos básicos – por Elisabete Castelon Konkiewitz

O uso medicinal da maconha tem gerado muita esperança, mas também muitas incertezas e controvérsias. Boa parte do público leigo vê na planta a cura para muitos males, a maioria não sabe a diferença entre os seus diferentes derivados— naturais e sintéticos, artesanais e industrializados. Até mesmo médicos se confundem na trama complexa entre evidências …

Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://cienciasecognicao.org/neuroemdebate/arquivos/4929

Transtorno de humor bipolar na infância- Elisabete Castelon Konkiewitz

O nosso humor varia e faz da gente gato e sapato. Não conseguimos controlar a nossa tristeza, quando ela vem. Não é possível desligá-la, clicando num botão de controle que nos reprograma para um estado mais agradável. Também a alegria, quando chega, vem como que nos inundando e preenchendo. O estado afetivo controla o grau …

Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://cienciasecognicao.org/neuroemdebate/arquivos/4924

Transtorno de humor bipolar no idoso – por Elisabete Castelon Konkiewitz

O nosso humor varia e faz da gente gato e sapato. Não conseguimos controlar a nossa tristeza, quando ela vem. Não é possível desligá-la, clicando num botão de controle que nos reprograma para um estado mais agradável. Também a alegria, quando chega, vem como que nos inundando e preenchendo. O estado afetivo controla o grau …

Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://cienciasecognicao.org/neuroemdebate/arquivos/4921

Transtorno de humor bipolar e espectro bipolar: manifestações, causas e tratamento – por Elisabete Castelon Konkiewitz

O nosso humor varia e faz da gente gato e sapato. Não conseguimos controlar a nossa tristeza, quando ela vem. Não é possível desligá-la, clicando num botão de controle que nos reprograma para um estado mais agradável. Também a alegria, quando chega, vem como que nos inundando e preenchendo. O estado afetivo controla o grau …

Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://cienciasecognicao.org/neuroemdebate/arquivos/4918

Trauma na infância e epigenética – por Murilo Bianchi Martins

Análise do Artigo: Epigenetic Alterations Associated with War Trauma and Childhood Maltreatment Ramo-Fernández L, Schneider A, Wilker S, Kolassa IT. Behav Sci Law. 2015;33(5):701‐721. doi:10.1002/bsl.2200 INTRODUÇÃO Pessoas que já sofreram de algum tipo de trauma de guerra ou maus-tratos na infância estão sob maior risco de desenvolver distúrbios do espectro do trauma, como por exemplo, …

Continue lendo

Link permanente para este artigo: http://cienciasecognicao.org/neuroemdebate/arquivos/4908

Carregar mais